Tarte de Natas com Coulis de Frutos Silvestres | Receitas e Menus

Receba por email as últimas atualizações deste site.

A subscrição é anónima e gera apenas um e-mail por dia.
Insira o seu endereço de email:

Por favor, se você acha que esse conteúdo é útil, compartilhe a(s) nossa(s) receita(s) nas suas redes sociais. Isso ajuda este site a continuar a publicar conteúdo relevante para si e para todas as suas redes de contatos.

Obrigado!

Tartes e Tortas Doces

Tarte de Natas com Coulis de Frutos Silvestres

Partilhe esta receita:
Sending
Classificação
0 (0 votes)

tarte-natas-coulis-frutos-silvestres

  • 1 pacote de bolacha maria
  • 125gr de manteiga sem sal
  • 1 lata de leite condensado
  • 4 folhas de gelatina
  • 200ml de natas
  • 250 gr de frutos silvestres congelados
  • 75 ml de água
  • 100gr de açúcar

 

Começe por ralar a bolacha maria no robot de cozinha, juntando a manteiga amolecida até formar uma massa. Forre uma tarteira de fundo amovível ou uma forma de mola com este preparado, e leve ao frigorífico a prender.

Entretanto vá preparando o creme de natas. Junte a as natas com o leite condensado e misture. Leve a demolhar em água fria as folhas de gelatina, e depois derreta-as com um pouco de água fervente.

Junte depois à gelatina a mistura de natas e de leite condensado (junte sempre a mistura à gelatina e não a gelatina à mistura!) mexa bem e coloque sobre a base de bolacha previamente preparada.

Leve ao frigorífico de um dia para o outro ou até prender.

Prepare o coulis de frutos silvestres. Leve ao lume um tacho com o açúcar e a água até formar um xarope.

Junte os frutos ainda congelados e deixe ferver até ficar com a consistência de um doce e os frutos estarem cozinhados.

Se não gostarar de ter os frutos inteiros, pode passar a mistura com a varinha mágica.

Para servir, desenforme a tarte e sirva com o molho ao lado, de modo a que cada um se sirva da quantidade de coulis desejada.

1 comment to Tarte de Natas com Coulis de Frutos Silvestres

  • Vitória Fidalgo

    Deve ser uma excelente tarte. Só é pena que não tenha a continuação da preparação!… A explicação não foi concluída!
    Vitória.

Deixe um comentário