Polvo à moda das Lages | Receitas e Menus

Receba por email as últimas atualizações deste site.

A subscrição é anónima e gera apenas um e-mail por dia.
Insira o seu endereço de email:

Por favor, se você acha que esse conteúdo é útil, compartilhe a(s) nossa(s) receita(s) nas suas redes sociais. Isso ajuda este site a continuar a publicar conteúdo relevante para si e para todas as suas redes de contatos.

Obrigado!

Gastronomia Açoreana

Polvo à moda das Lages

Partilhe esta receita:
Sending
Classificação:
0 (0 votes)

polvo-moda-lages

  • 3 kg de polvo
  • 3 cebolas cortadas em rodelas finas
  • 4 dentes de alho cortados em fatias finas
  • 2 colheres (sopa) de banha
  • 1 folha de louro partida em pedaços
  • 1 colher (sopa) de massa de malagueta
  • 1 l de vinho de cheiro (ou de vinho tinto)
  • 2 colheres (sopa) de polpa de tomate
  • 1 ramo de salsa atado + salsa picada q.b.
  • sal

 

Cortar o polvo em pedaços pequenos. Deixar escorrer num passador até perder toda a água.

Colocar a banha num tacho grande. Fazer camadas de cebola, alho, louro, massa de malagueta e polvo.

Espalhar a polpa de tomate e regar com algum vinho – que não deve cobrir completamente o polvo.

Levar a cozer em lume médio-brando, sacudindo o tacho de vez em quando. Se isso for necessária, adicionar pequenas quantidades de vinho durante a cozedura até o polvo se apresentar bem cozido e muito macio (no meu caso, demorou 2h30, mas o tempo de cozedura pode variar conforme o tamanho ou a idade do polvo; vai-se picando com um garfo e provando para verificar se o polvo está tenro).

Quase no final da cozedura, juntar o ramo de salsa atado e cobrir com uma tampa. Retirar o ramo de salsa antes de servir.

Rectificar os temperos. Polvilhar com salsa picada e servir de seguida. Acompanhar com arroz branco ou fatias de pão de milho.

Nota importante : para que o polvo fique bem macio, é melhor adquirí-lo congelado e deixá-lo descongelar no frigorífico de um dia para outro. Se for comprado fresco, tem de ser “malhado”. Ou seja, muito bem “espancado” com o auxílio de um rolo da massa antes de ser cozinhado. Outra recomendação não menos importante: só se deve botar sal no final da cozedura.

Deixe um comentário