Receba por email as últimas atualizações deste site.

A subscrição é anónima e gera apenas um e-mail por dia.
Insira o seu endereço de email:

Por favor, se você acha que esse conteúdo é útil, avalie e compartilhe a(s) receita(s) nas suas redes sociais. Isso ajuda este site a continuar a publicar conteúdo relevante para si e para todas as suas redes de contatos.

Obrigado!

Gastronomia da Beira Baixa

Migas de Peixe do Rio com Poejo

Partilhe esta receita:

As migas de peixe do rio com poejo continuam a ser o prato mais tradicional do concelho de Vila Velha de Ródão.

São muito apreciadas um pouco por todo o país, sendo bastante comum a vinda de excursões e grupos para as degustarem nos restaurantes da região.

Ressalvamos que, pelo facto de ser um prato confecionado com uma espécie pescada em épocas específicas, os restaurantes funcionam, na sua maioria, com marcação prévia.

 

  • Postas grandes de barbo
  • Tomate pelado
  • Cebola, cortadas às rodelas
  • Dentes de alho, picados
  • Pão alentejano, comprado de véspera, e cortado em fatias fininhas
  • Raminhos de Poejo
  • Malagueta (opcional)
  • Colorau
  • Azeite para cobrir o fundo tacho (camada fina)
  • Sal qb

Para o peixe frito

  • barbo ou lucio-perca cortado em postas finas
  • farinha
  • vinagre

 

Num tacho, largo e alto, deita-se o azeite, as cebolas e os alhos e refoga-se, em lume médio, até a cebola ficar transparente.

Em seguida, junta-se o tomate, a malagueta, o colorau e o sal e fica a apurar durante cerca de 10 minutos.

Depois, junta-se água suficiente para preencher ¾ da capacidade do tacho e os raminhos de poejo e retifica-se o sal.

Quando começar a ferver junte o peixe que deverá cozer em cerca de 10 minutos.

Retira-se o peixe e, quando a temperatura dele o permitir, tira-se a pele e as espinhas e coloca-se por cima do pão que deverá estar num recipiente que possa ir à mesa.

Retira-se o poejo da água e verte-se esta para dentro da taça que tem o pão e o peixe.

À parte, frita-se o barbo ou lucio-perca, bem fino, temperado com sal e passado por farinha.

Assim que esteja acabado de fritar, borrifa-se com uns pingos de vinagre.

Finalmente pode levar a taça para a mesa, acompanhada de uma travessa com o peixe frito, e está pronto a servir.

Deixe um comentário