Filhós da Guarda

Partilhe esta receita:
Filhós da Guarda
5 (100%) 1 vote

Dita a tradição que estas filhós se tendam no joelho, pelas mães de família, sentadas num banco junto à lareira.

  • 12 ovos
  • 1 kg de farinha de trigo
  • 2,5 dl de azeite
  • 1 cálice de aguardente
  • 2 colh. de café de sal
  • 30 gr de fermento de padeiro
  • óleo para fritar
  • açucar para polvilhar

 

Numa taça, dissolva o fermento num pouco de água morna e deixe levedar durante 10 minutos. Reserve.

Peneire a farinha para um alguidar e adicione o sal. Aqueça o azeite, até ficar bem quente, e verta-o sobre a farinha, mexendo com uma colher de pau, para que toda ela fique escaldada.

Unte as mãos com azeite frio e esfarele a farinha até não apresentar grumos.

Acrescente o fermento e os ovos e continue a amassar com as mãos (para facilitar o trabalho, mantenha um recipiente com azeite ao lado, para ir untando as mãos à medida que for necessário).

Junte a aguardente e continue a amassar, até fazer bolhas (este trabalho demora entre 45 minutos a 1 hora).

Coloque o alguidar com a massa num local quente, tape-o com um pano grosso e deixe levedar durante, pelo menos, 1 hora, ou até ter duplicado de volume.

Encha até meio uma frigideira funda e deixe aquecer bem.

Com as mãos untadas em azeite, retire pedaços de massa e dê-lhes uma forma arredondada (do tamanho da palma de uma mão), esticando-os, mas de modo a não rasgar a massa.

Introduza as filhós no óleo quente e obrigue-as a mergulhar, com a ajuda de uma colher de pau, para lhes dar a forma de uma flor (a quantidade que se frita em simultâneo depende do diâmetro da frigideira, mas ponha apenas as suficientes para não se colarem umas as outras).

Retire do óleo e coloque-as sobre uma travessa forrada com papel absorvente. Repita a operação até ter terminado a massa.

Se necessário, acrescente mais óleo à frigideira, tendo o cuidado de o deixar aquecer bem.

Depois de fritas e escorridas no papel absorvente, passe as filhos para um prato grande e polvilhe com açúcar.

Fonte: Colecção, As Melhores Receitas de Portugal (Correio da Manhã)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *