Receba por email as últimas atualizações deste site.

A subscrição é anónima e gera apenas um e-mail por dia.
Insira o seu endereço de email:

Por favor, se você acha que esse conteúdo é útil, avalie e compartilhe a(s) receita(s) nas suas redes sociais. Isso ajuda este site a continuar a publicar conteúdo relevante para si e para todas as suas redes de contatos.

Obrigado!

Arroz

Arroz Thai Tricolor

Partilhe esta receita:

 
Parta os alhos ao meio e frite-os em lume médio, no azeite, até começarem a alourar. Retire-os.
 
Refogue neste azeite os pimentos em tiras finas. Quando amolecerem, junte o arroz e envolva na gordura e pimentos, até estar com os bagos transparentes mas não tostados. Junte a água já a ferver e temperada de sal, não mexa, tape e retire do lume.
Se estiver a usar um tacho de barro, embrulhe-o em jornais velhos e um pano ou manta.
Se estiver a usar um tacho normal, meta-o no forno médio/baixo.
Em qualquer dos casos mantenha-os, sem agitar, durante 25 minutos.
 
O que importa é manter o calor mas não a ebulição, responsável, bem como a agitação, pela libertação do amido dos arrozes gomosos.
Durante a cozedura imóvel, os bagos vão inchar ao máximo aos 15 minutos, depois a goma vai “recolher” de novo para junto do bago, que acaba de cozer o “coração” à custa da água retida pela goma húmida.
Este retraimento da camada gomosa deixa espaço entre os bagos, gordura à sua superfície e um arroz solto e intenso de sabor.
Pode finalmente mexer para soltar e dispersar as tiras multicolores por todo o arroz.
 
Nota: Esta técnica, aplica-se a todos os arrozes gomosos, quando o objectivo for um arroz solto (pilaf, pilau, etc.).
Se quiser um arroz cremoso, é mexer, mexer, mexer!

Deixe um comentário